I dont understand how much I miss you, I miss how much we used to talk and all the things we used to do. I try not to admit to myself that I still feel this way. Nobody knows that I still wake up thinking of you. I still think of you & I really miss you.

Sometimes I start thinking of you and then ask myself…Why do I love you?

Do you also miss me?? Do you also think of me?? Do you also miss my talks? Do you also miss being with me..? Do you also love my feelings? Do you also love my love..?






Advertisements

Good bye!

I still remember the things that you said I keep your words alive, Someday you’ll see,If only through heaven’s eyes, only through heaven’s eyes.




People always leave…

… O fato é que todo mundo pode inevitavelmente se separar
algum dia, aquela amiga que se casa e muda para outro lugar, aquele namorado
que sacaneia você, a turma da faculdade que você consequentemente não tem mais o contato direito, as pessoas que você gostava do colegial, aquele amor que você descobre tarde demais ….As pessoas podem ir embora uma hora ou outra. Separações acontecem todo o tempo, mesmo contra sua vontade ou seu sinal, seja ele verde ou vermelho, sofrer no primeiro momento é normal, mas é superável. Valorize as pessoas que estão perto de você.

 

Jackie


Stardust

You know when I said I knew little about love? That wasn’t true. I know a lot about love. I’ve seen it, centuries and centuries of it, and it was the only thing that made watching your world bearable. All those wars. Pain, lies, hate… It made me want to turn away and never look down again. But when I see the way that mankind loves… You could search to the furthest reaches of the universe and never find anything more beautiful. So yes, I know that love is unconditional. But I also know that it can be unpredictable, unexpected, uncontrollable, unbearable and strangely easy to mistake for loathing, and… What I’m trying to say, Tristan is… I think I love you. Is this love, Tristan? I never imagined I’d know it for myself. My heart… It feels like my chest can barely contain it. Like it’s trying to escape because it doesn’t belong to me any more. It belongs to you. And if you wanted it, I’d wish for nothing in exchange – no gifts. No goods. No demonstrations of devotion. Nothing but knowing you loved me too. Just your heart, in exchange for mine.

 


A vida lá fora, me chama!!

“Ela também teve seu coração machucado.

Dilacerado, imagino.

Normal.

Desse mal, meu bem, ninguém escapa.

Mas o bom disso tudo é que agora consigo abrir meu coração sem rodeios.

Sim, amei sem limites.

Dei meu coração de bandeja.

Sim, sonhei com casinhas, jardins e filhos lindos correndo atrás de mim.

Mas tudo está bem agora, eu digo: agora.

Houve uma mudança de planos e eu me sinto incrivelmente leve e feliz.

Descobri tantas coisas. Tantas, Tantas.

Existe tanta coisa mais importante nessa vida que sofrer por amor.

Que viver um amor.

Tantos amigos.

Tantos lugares.

Tantas frases e livros e sentidos.

Tantas pessoas novas.

Indo. Vindo.

Tenho só um mundo pela frente.

E olhe pra ele.

Olhe o mundo!

É tão pequeno diante de tudo o que sinto.

Sofrer dói.

Dói e não é pouco.

Mas faz um bem danado depois que passa.

Descobri, ou melhor, aceitei: eu nunca vou esquecer o amor da minha vida.

Nunca. Mas agora, com sua licença.

Não dá mais para ocupar o mesmo espaço.

Meu tempo não se mede em relógios.

E a vida lá fora, me chama!”